icone facebookTwitterInstagram

O Governo de Santa Catarina e a Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgaram nesta quarta-feira, 18 de novembro, os dados da Matriz de Risco Potencial. Pela nova classificação, três regiões estão com o Risco Gravíssimo (cor vermelha) – Alto Uruguai Catarinense, Laguna, Xanxerê - e as outras treze em risco Grave (cor laranja).

A região de Xanxerê está na segunda semana no nível gravíssimo. Já regiões do Alto Uruguai Catarinense e Laguna subiram do Risco Grave (laranja) para o Gravíssimo (vermelho). “A reclassificação no Alto do Uruguai é devido ao aumento da transmissão do vírus e menor número de leitos disponíveis, influenciando diretamente na alta de ocupação hospitalar. Enquanto a de Laguna está relacionada com o aumento no número de óbitos”, explica Maria Cristina Willemamn, epidemiologista da SES.

Segundo os dados enviados pelos municípios por meio do sistema BoaVista, a região da Grande Florianópolis teve uma desaceleração com variação negativa no número de casos confirmados na semana, além da projeção medida pelo fator RT inferior a 1, o que indica que um caso deve originar menos que uma contaminação.

“Essa desaceleração pode estar relacionada ao comportamento da própria doença respiratória com medidas inefetivas de controle fazendo ondulações na curva, ou seja, quando não está relacionada à sazonalidade, diferente do que tem sido observada nos países europeus e que ainda não temos clareza de como ocorrerá em SC”, detalha Maria Cristina.

A habilitação de 40 leitos de UTI ocorrida nos últimos dias também contribuiu para a reclassificação da Grande Florianópolis para o Risco Grave. “Mas se não houver redução do número de casos rapidamente a região deve retornar para o nível Gravíssimo logo”, preocupa-se Maria Cristina, pois segundo ela a situação ainda está muito grave, próxima à Gravíssima, com nota 3,0.

É importante manter os cuidados para diminuir a proliferação do novo coronavírus. Todas as regiões do estado de Santa Catarina estão com alta transmissão de Covid-19, taxas de ocupação de UTI e número de óbitos aumentando. Na última semana, Santa Catarina registrou 102 óbitos e 21.732 novos casos de Covid-19, uma variação de 31,8% a mais que na semana anterior quando registrou 16.494 novos casos.