icone facebookTwitterInstagram

Milhares de crianças e adolescentes de Santa Catarina, com menos de 15 anos, compareceram aos postos de saúde e demais locais de vacinação, no último sábado, 17, para tomar a dose da vacina contra a poliomielite e atualizar a caderneta de vacinação. Todos os 295 municípios catarinenses participaram da ação e utilizaram diferentes estratégias para evitar a transmissão do coronavírus, com a montagem de tendas, ambulatórios, realização de drive-thrus, entre outras.


A gerente de imunização da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC), Lia Quaresma Coimbra, acredita que o resultado obtido no Dia “D” de Vacinação foi bem positivo. “Em apenas um dia, conseguimos vacinar contra a poliomielite quase 80% do que havíamos conseguido nos primeiros dez dias de campanha. Mas, isso não quer dizer que atingimos a meta, ainda temos mais de 220 mil crianças que precisam ser vacinadas”, ressalta.


Segundo balanço divulgado pela DIVE/SC, entre os dias 5 e 16 de outubro, 64.187 crianças com idade entre 1 e menos de 5 anos  (4 anos, 11meses e 29 dias) haviam tomado a dose da vacina contra a poliomielite. No Dia “D” foram aplicadas 50.707 doses em todo o Estado. Até o fim da Campanha, no dia 30 de outubro, a meta é imunizar, ao menos, 325.684 crianças, o que corresponde a 95% do público-alvo total que é de 342.285 crianças. 


População Campanha Poliomielite. Santa Catarina, 2020.

1 ano

2 anos

3 anos

4 anos

Total 

98.334

81.611

81.123

81.757

342.825

Fonte: http//sipni.datasus.gov.br


População vacinada entre os dias 5 e 16 de outubro. Santa Catarina, 2020. 

1 ano

2 anos

3 anos

4 anos

Total 

19.508

14.589

13.766

16.324

64.187

População vacinada no Dia “D”, 17 de outubro. Santa Catarina, 2020.

1 ano

2 anos

3 anos

4 anos

Total 

11.546

13.408

13.420

12.333

50.707

População vacinada entre os dias 5 e 17 de outubro. Santa Catarina, 2020. 

1 ano

2 anos

3 anos

4 anos

Total 

31.054

27.997

27.186

28.657

114.894

Fonte: http//sipni.datasus.gov.br


Poliomielite no Brasil e em Santa Catarina

O Brasil não detecta casos de poliomielite (paralisia infantil) desde 1990 e em 1994 recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) a Certificação de área livre de circulação do poliovírus selvagem do seu território. Em Santa Catarina, os últimos registros da doença foram em 1989. No entanto, os esforços ainda precisam ser mantidos, com a imunização de todas as crianças, para reduzir o risco de reintrodução do poliovírus selvagem no país. 


Campanha de Multivacinação segue até o dia 30

A atualização da caderneta de vacinação de crianças e adolescentes também continua até o dia 30 deste mês. Neste caso, não há uma meta numérica específica. O principal objetivo é conseguir resgatar crianças e jovens que, por algum motivo, deixaram de tomar as doses indicadas no Calendário Básico de Vacinação e, consequentemente, aumentar as coberturas vacinais, diminuir a incidência das doenças imunopreveníveis e contribuir para o controle, eliminação e/ou erradicação dessas doenças.


Vacinas oferecidas durante a campanha  

As vacinas que estão sendo oferecidas durante a Campanha são as que fazem parte do Calendário Básico de Vacinação 2020 da Criança e do Adolescente.

  •       Febre amarela

  •       Tríplice Viral (sarampo, caxumba e rubéola)

  •       dT (difteria e tétano)

  •       Meningocócica ACWY (doença meningocócica ACWY)

  •       HPV quadrivalente (HPV tipos 6, 11, 16 e 18)

  •       Poliomielite

  •       BCG (formas graves de tuberculose)

  •       Hepatite B

  •       Pentavalente (tétano, difteria, coqueluche, Haemophilus influenzae b e hepatite b)  

  •       Rotavírus (diarreia por rotavírus)

  •       Pneumocócica 10 (doença pneumocócica invasiva para os 10 sorotipos)

  •       Meningocócica C (doença meningocócica C)

  •       Tetra Viral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela)

  •       DTP (difteria, tétano e coqueluche)

  •       Hepatite A

  •       Varicela (catapora)

Ascom DIVE