icone facebookTwitterInstagram

 

O Núcleo de Residências em Saúde é um setor vinculado à Escola de Saúde Pública de Santa Catarina responsável pelo gerenciamento e apoio aos programas de residência médica e multiprofissional no âmbito da Secretaria de Estado da Saúde de SC.

As residências são cursos de especialização lato sensu, com duração mínima de 2 anos, podendo chegar até a 5 anos, dependendo da especialidade. Os residentes passam este período imersos em um treinamento em serviço, o qual contempla 60 horas semanais.

Atualmente, existem 74 Programas de Residência Médica (PRM), distribuídos em 50 especialidades, em 11 hospitais próprios da SES, 3 de organizações sociais (OS) e 1 da Escola de Saúde Pública de SC (ESPSC). Já no âmbito da Residência Multiprofissional existem 6 programas, distribuídos em 5 especialidades em 4 unidades hospitalares próprias e 1 na ESPSC.

Quanto aos PRMs no Estado, estes iniciaram antes do Decreto Presidencial no 80.281, de 5 de setembro de 1977, que institucionalizou o PRM nacionalmente e criou a Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM). Os primeiros registros dessas atividades em Santa Catarina surgiram com a fundação do Hospital Infantil Edith Gama Ramos (hoje Hospital Infantil Joana de Gusmão), em 1964, e do Hospital Governador Celso Ramos, em 1966.

Em relação aos programas de Residência Multiprofissional, são regulamentados pela Lei n° 11.129 de 2005 e orientados pelos princípios e diretrizes do SUS junto com necessidades e realidades locais e regionais.

A SES exerce sua vocação também de formação, na busca do cumprimento de suas missões de prestar assistência de qualidade à população, promover saúde e desenvolver ações de prevenção, assegurando vida saudável e possibilitando o exercício fundamental da cidadania na sua plenitude.

► Residência Médica

► Residência Multiprofissional

► Notas Informativas

► Valor da Bolsa