icone facebookTwitterInstagram

  A campanha de vacinação contra a Gripe A (H1N1), em função do feriado do dia 3 e do ponto facultativo nas repartições públicas no dia 4, foi adiada até 12 de junho. Com quase 2,5 milhões de pessoas imunizadas contra a doença, Santa Catarina já imunizou quase 90% do público-alvo desta estratégia de vacinação. Ainda assim, a vacina continua disponível nos postos de Saúde para os seguintes grupos prioritários: gestantes, crianças de 6 meses a menores de cinco anos de idade, adultos de 20 a 39 anos, portadores de doenças crônicas em qualquer faixa etária, indígena aldeado, profissionais que atuam na área da Saúde, Policiais militares da PM e dos Bombeiros mediante a apresentação da Identificação profissional (carteira militar), com comprovação de estar exercendo atividades nesta funções, professores e demais trabalhadores de creches e escolas do ensino Fundamental e Médio da rede pública (estadual e municipal) e da rede privada, mediante a apresentação da Identificação profissional (carteira de professor) ou a comprovação de que exerce atividades na escola, e ainda pessoas albergadas em presídios.

As crianças até nove anos que receberem a vacina deverão observar que a mesma é oferecida em duas meias doses, portanto os pais devem se dirigir novamente aos postos de Saúde, 30 dias após a primeira meia dose, para que as crianças recebam a outra meia dose. Esse intervalo é o tempo necessário para o organismo produzir maior número de anticorpos, ou seja, garantir maior imunidade contra a doença. As crianças de até cinco anos que são levadas aos postos de saúde estão recebendo, simultaneamente, a vacina contra a paralisia infantil, como forma de antecipar o dia eleito para a vacinação contra a poliomielite, que este ano será no sábado, 12 de junho.