icone facebookTwitterInstagram

O Hospital Infantil Joana de Gusmão realiza nesta quinta e sexta-feira, 28 e 29, a IV Jornada do Centro de Referência de Triagem Neonatal em Santa Catarina. O evento, direcionado aos profissionais de Saúde, reforça a importância de medidas como o teste do pezinho para detecção precoce de doenças.

De acordo com o coordenador médico do teste do Pezinho em Santa Catarina, Paulo César Alves Silva, o objetivo do evento é aperfeiçoar o sistema para se chegar rapidamente ao resultado. “O teste é crucial para detecção de possíveis lesões em recém-nascidos”, destaca. “Se o resultado do teste estiver alterado, a família e o posto de coleta serão contatados pelo Serviço de Referência em Triagem Neonatal e o bebê é reconvocado para fazer novos exames que podem confirmar ou excluir doenças”.

Desde a criação do Programa Nacional de Triagem Neonatal, em 1991, o Hospital Infantil Joana de Gusmão é referência para o atendimento e acompanhamento desses pacientes. O programa prevê a realização dos exames preconizados em sua Fase 4: fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, anemia falciforme e outras hemoglobinopatias, fibrose cística, deficiência da biotinidase e hiperplasia adrenal congênita.

O exame deve ser realizado entre o 3º e o 5º dia de vida, além de ser obrigatório por lei, e sua coleta está disponível em todos os municípios brasileiros, sendo gratuito no Sistema Único de Saúde (SUS).

A IV Jornada do Centro de Referência de Triagem Neonatal em Santa Catarina é coordenada Serviço de Referência em Triagem Neonatal do estado e organizada pelo Núcleo de Educação Permanente do Hospital Infantil Joana de Gusmão. Nesta sexta, ainda estão previstos debates em torno de questões como o manejo e protocolos adotados em caso de doenças raras.