icone facebookTwitterInstagram

Florianópolis, 15 de agosto de 2017

O secretário de Estado da Saúde, Dr. Vicente Caropreso, assinou nesta terça-feira, 15, o Projeto de Aprimoramento de Inovação no Cuidado e Ensino em Obstetrícia e Neonatologia em Hospitais com Atividades de Ensino (Apice-On). O projeto é uma parceria com Ministério da Saúde, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Fundação Osvaldo Cruz, Associação Brasileira de Hospitais Universitários e de Ensino, Ministério da Educação e Empresa Brasileira de Serviço Hospitalar.

O objetivo é aprimorar a prática de ensino e de atenção de acordo com as melhores evidências científicas de práticas pra mulheres e crianças, além do compromisso de qualidade da atenção, do ensino e da gestão. O projeto terá duração de dois anos e contará com um apoiador do Ministério da Saúde, que vai acompanhar toda a implantação nos hospitais.

As instituições contempladas são aquelas com caráter de ensino e com mais de mil partos em 2015. Em Santa Catarina quatro hospitais estão no projeto: Maternidade Carmela Dutra (Florianópolis) , Maternidade Darcy Vargas (Joinville) , Hospital Universitário de Florianópolis (HU) e Hospital Nossa senhora da Conceição (Tubarão).

A adesão ao projeto será realizada nesta quinta-feira, 17, em Brasília. Na ocasião, os diretores dos hospitais contemplados assinam o compromisso com o projeto, além de participarem de oficinas para mais informações sobre o Apice-On. A coordenadora da Rede Cegonha no Estado, Carmem Delziovo, representará o secretário de Estado da Saúde no evento.

Para o secretário de Estado da Saúde a participação em iniciativas como esta são de extrema importância.“Para manter a qualidade dos serviços prestados aos nossos pacientes temos que investir em nossos profissionais com capacitaçõespara gerar novos conhecimentos. O aprimoramento da saúde pública passa pelo aprimoramento dos nossos profissionais e pelo acompanhamento dos nossos pacientes. O grande beneficiado com projetos como este é o paciente catarinense”, afirmou o Caropreso.