icone facebookTwitterInstagram

O projeto é uma celebração ao Dia Mundial da Prematuridade (17/11) e ao “Novembro Roxo”, mês de conscientização sobre a prematuridade, e tem objetivo de oferecer para as famílias uma experiência única aos bebês hospitalizados, trazendo uma equipe de fotografia para realizar o ensaio dentro da unidade de terapia intensiva.

HIJAF prematuro 1.jpeg

Fotos: Comunicação HJAF

A ideia surgiu da própria equipe assistencial da unidade que sugeriu a ação e com o apoio da fotógrafa Fernanda Luz, especialista neste tipo de ensaio, o projeto se concretizou e acontece anualmente desde novembro de 2018. Esse ano participaram do projeto 17 pequenos pacientes que estão em tratamento no Hospital Infantil.

“A prematuridade é um período de internação, muitas vezes, longo e é muito gratificante para todos nós poder proporcionar esse momento para a mãe, poder viabilizar esse sonho que não é possível para todas.” Conta Danielle Silveira Castilho, supervisora de Enfermagem da UTI Neonatal. O ensaio foi realizado durante duas tardes, nos dias 08 e 09 de novembro, e contou com o apoio de toda a equipe de enfermagem para preparar os recém-nascidos para as fotos.

Os pais que estavam presente na unidade também tiverem a oportunidade de acompanhar e participar das fotos. Mariana Regina da Costa dos Santos é Mãe do Nicolas, que nasceu prematuro com 26 semanas e pesando 940 gramas, e participou desta experiência ao lado do filho “Um sonho realizado. Eu já tive um filho que nasceu prematuro e não pude fazer fotos, pois ele ficou internado. O Hospital Infantil ter essa iniciativa é uma maravilha para nós mães que desejamos fazer fotos newborn com nossos bebês. Não tenho nem palavras para dizer o quanto sou grata por ter as fotos dele. É muito lindo.” Relata Mariana sobre a vivência.

HIJAF prematuro 2.jpeg

A família do Nicolas é de Jaraguá do Sul e vem diariamente para Joinville para ficar acompanhando o pequeno na Unidade de Terapia Intensiva. Essa rotina já se estende há 47 dias, período de internação do bebê, mas está próxima do fim “Ainda estamos internados porque ele não está mamando direito, mas agora estamos próximo a saída de alta” conta Mariana.

A realização deste projeto só é possível com a parceria do estúdio Fotografia Luz de Joinville que aceitou o convite logo no primeiro ano e segue com o projeto até hoje. “É muito gratificante. Todo ano é muito legal fazer parte da história desses bebês e dessas mães. As fotos são um pedacinho de luz em meio a muitas notícias tristes.” Conta a fotógrafa Fernanda Luz, responsável por tornar a ideia em realidade.

“Eu sempre achei que eu estava ajudando os bebês, mas é o contrário. Toda vez que realizamos as fotos nosso coração se enche tanto de amor que dá vontade de continuar fazendo esse projeto”, relata. O ambiente da UTI é muito diferente de um estúdio e alguns bebês tem limitações maiores, mas a equipe de fotografia e enfermagem se dedica para proporcionar para a família um espaço de acolhimento lúdico e humanizado.

HIJAF_prematuro_3.jpg

Ao final da vivência as famílias recebem as fotos dos seus filhos de forma online e é realizada uma exposição no Hospital Infantil. A realização deste projeto proporcionou momentos marcantes para as famílias e para equipe de profissionais envolvida. Sem interromper a recuperação e tratamento destes pacientes, foi possível vivenciar e promover uma prática de humanização diferenciada.

A UTI Neonatal do Hospital Infantil é referência em casos de alta complexidade e possui 20 leitos de terapia intensiva e recebe pacientes recém-nascidos de todos o estado. Mensalmente passam pela unidade em média 23 pacientes e em 2022 já foram atendidas 230 crianças.

Fonte: Assessoria de Comunicação HJAF