icone facebookTwitterInstagram

O programa Gente Catarina entra em uma nova etapa a partir desta quarta-feira, 27. Na fase 2, as ações serão estendidas a mais municípios. Com a participação de gestores municipais e autoridades locais, o Comitê Gestor do Programa promoveu as primeiras Reuniões Técnicas de Mobilização. Além das duas regiões, o Programa que teve início em 2021 em cinco municípios da Serra Catarinense agora avança para os demais 14 municípios da região serrana e nas regiões de Caçador, Chapecó e Rio do Sul onde outras 47 cidades também receberão investimentos e ações do Gente Catarina.

gente_catarina_na_serra_20220427_1668812874.jpg

Fotos: Mauricio Vieira / Secom 

Em Caçador, a Reunião Técnica foi realizada na Associação Empresarial de Caçador, cidade onde estão trabalhando os bolsistas do Programa na região do Contestado. Nesta etapa, serão contemplados os municípios de Calmon, Frei Rogério, Monte Carlo, Ponte Alta do Norte e São Cristóvão do Sul. Já em Lages, o Orion Parque foi a sede do marco inaugural da nova etapa e recebeu delegações de Abdon Batista, Anita Garibaldi, Brunópolis, Vargem, São José do Cerrito, Capão Alto, Ponte Alta, Palmeira, Bocaina do Sul, Bom Retiro, Rio Rufino, Urubici, São João do Sul e Painel que agora se juntam às cidades da primeira fase e passam a receber as ações do Gente Catarina.

O evento contou com a participação das secretarias de Governo, da Educação, Saúde, Desenvolvimento Econômico e Sustentável e Desenvolvimento Social que explanaram as ações de cada pasta já realizadas e os resultados obtidos. Espera-se que a experiência adquirida nesse caminho seja replicada, considerando as especificidades de cada território que compõe a nova fase do Programa Gente Catarina, como forma de acelerar o desenvolvimento humano de cada município que agora integra o programa.

"Temos realidades regionais muito diferentes, em Santa Catarina, e não podemos ficar confortáveis com isso. Não podemos aceitar que municípios sejam muito melhores ou piores do que outros. Com base em aspectos técnicos, o Comitê trabalha para realizar entregas concretas, de forma alinhada, criando oportunidades a partir da integração de diferentes setores do Governo. Localmente, é o dia a dia na região que vai apontar e nos fazer entender o que já existe e o que precisa ser melhorado para que alcancemos os objetivos traçados”, frisa o coordenador do programa Gente Catarina, Frederick Rambusch.

Próximos passos

Nas próximas semanas, equipes das Secretarias de Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Desenvolvimento Econômico começarão a visitar os municípios para articular ações locais que ajudem a promover os índices de desenvolvimento humano nos municípios contemplados.

O foco do Gente Catarina é trabalhar na construção de soluções, com planos de ação estruturados, além de fomento e aportes financeiros a programas previamente existentes, com ação nos municípios-alvo. O objetivo é reduzir evasão escolar, mortalidade infantil e morte precoce e, promover geração de renda nos territórios.

Resultados

Na região da Serra Catarinense, por onde começou a implantação do programa Gente Catarina, municípios já contam com ações em pleno andamento e resultados já consolidados na região. Entre as conquistas mais importantes, destaca-se o trabalho na área da Educação de combate à evasão escolar. Em uma das parcerias, o trabalho da Secretaria Municipal de Educação de São Joaquim e a Coordenadoria Regional de Educação, promoveu o retorno aos bancos escolares de mais de 200 jovens e adultos de cinco localidades do interior do município, por meio do projeto “Nunca é tarde para recomeçar”.

Outra ação relevante ocorre na área da Saúde, a partir do desenvolvimento do sistema de georreferenciamento que será utilizado para direcionamento das ações do Programa Gente Catarina. O sistema irá proporcionar maior agilidade na identificação de fatores de risco que possam ser solucionados de forma mais rápida e eficiente.

Pela Serra, mais de 600 Agentes Comunitários de Saúde dos municípios participantes do programa nos municípios da Serra Catarinense foram capacitados para o fortalecimento da Atenção Primária à Saúde. A iniciativa é apontada como passo importante para a construção de políticas públicas sólidas e concretas que precisam de agentes engajados nas ações de melhoria do IDH dos municípios atendidos pelo Gente Catarina.

Como alguns dos resultados, em Cerro Negro, todas as famílias já foram recadastradas e, a partir do trabalho de acompanhamento de gestantes de alto risco, o Programa vem ajudando a reduzir a mortalidade infantil na região. Em São Joaquim, por exemplo, os casos de mortalidade infantil caíram significativamente. Em 2019 foram seis casos, já em 2021, ano em que foram revisados os protocolos de atenção primária e lançado o Gente Catarina, somente um caso foi constatado.

Na área do Desenvolvimento Econômico, a Caravana do Emprego levou oportunidades para a região serrana. Em março, quando o projeto percorreu Lages e São Joaquim, foram realizados cerca de 50 encaminhamentos para contratação de mão de obra.