icone facebookTwitterInstagram

A Secretaria de Estado da Saúde esclarece a informação veiculada na coluna do jornalista Moacir Pereira nesta quinta-feira (08), em que o mesmo cita sobre supostas dívidas do Governo do Estado com os filantrópicos e que a habilitação de novos leitos teria sido feita sem concordância com o Ministério da Saúde.

Tais informações são completamente equivocadas e não correspondem a realidade dos fatos. Primeiramente, o planejamento para enfrentamento da Covid mapeia 56 hospitais, entre eles os filantrópicos que, desde março, recebem o teto da Política Hospitalar Catarinense. Os valores dos repasses atualizados são públicos e podem ser conferidos no link: http://www.coronavirus.sc.gov.br/hospitais/

Os hospitais fazem parte deste planejamento, junto ao Centro de Operações de Emergência em Saúde e a SES para o enfrentamento Covid.

As habilitações de leitos são de responsabilidade do Ministério da Saúde e, na última quarta-feira, o o Secretário de Estado da Saúde André Motta Ribeiro esteve reunido com o Ministro Eduardo Pazuello, ao contrário do que publicado na coluna citada. Tal “informação” causa espanto, uma vez que o fato não foi checado corretamente pelo jornalista.

Em uma simples checagem (que é um dos preceitos básicos do jornalismo), junto ao Ministério da Saúde também é possível encontrar as imagens da audiência do dia 7 de outubro.https://www.flickr.com/photos/ministeriodasaude/albums

 A audiência foi amplamente divulgada na mídia, conforme link abaixo e resultou na garantia de habilitação de mais 124 leitos de UTI adulto. 

https://www.saude.sc.gov.br/index.php/noticias-geral/11715-coronavirus-em-sc-ms-confirma-interesse-em-manter-habilitacoes-de-leitos-uti-covid-no-estado

Garantia essa que foi cumprida nessa sexta-feira, dia 9 de outubro, menos de 48 horas após a reunião entre André Motta e Eduardo Pazuello, com a habilitação de leitos de UTI para doze unidades catarinenses, o que representa 17,8 milhões de reais em recursos.

Ressaltamos que além desses 124 leitos habilitados pela portaria 2738 nesta sexta, o Estado já conquistou a habilitação de outros 684 leitos adulto desde o início da pandemia.