icone facebookTwitterInstagram

Santa Catarina é o estado com a maior expectativa de vida do Brasil. A probabilidade de pessoas com 60 anos, que vivem no estado, chegarem aos 80 anos aumentou 84% entre 1980 e 2019, segundo o relatório de mortalidade divulgado pelo IBGE em 2019. O índice de longevidade é reflexo da qualidade de vida e das ações do Governo do Estado em prol da população.

Para os idosos a prevalência de quedas é alta, em torno de 28% a 35% nas pessoas de 65 anos. Podendo ser ainda maior se levarmos em conta o aumento da idade e o nível de fragilidade. Por isso, a Secretaria de Estado da Saúde reforça a importância de ações de sensibilização para o tema durante a VI Semana Catarinense de Prevenção de Quedas em Idosos, que ocorre de 20 a 24 de junho.

Queda em idosos é um problema de saúde pública. É de extrema importância os profissionais que atuam em diferentes instituições, nas áreas de atenção à pessoa idosa, trazerem esse tema para discussão. A promoção de eventos, palestras, oficinas, atividades educativas na comunidade ou no ambiente de trabalho é uma forma de lembrar que podemos evitar a maioria das quedas nas pessoas idosas.

O Ministério da Saúde define queda como o deslocamento não intencional do corpo para um nível inferior à posição inicial, sem capacidade de correção em tempo hábil. É provocada por múltiplos fatores, podendo ou não causar dano ao indivíduo. A síndrome pós-queda se refere às consequências da queda para a pessoa idosa, como a diminuição da autonomia e da independência, gerando um ciclo vicioso que leva à perda da capacidade funcional e o aumento do risco de novas quedas. O medo de cair também gera restrição das atividades diárias, isolamento e piora da qualidade de vida.

Indicadores
Ainda, para a consulta de indicadores sobre a saúde do idoso, que fornece aos gestores e à sociedade dados úteis à formulação de políticas e ações de prevenção, a Coordenação de Saúde da Pessoa Idosa (COSAPI) do MS, e do Laboratório de Informação em Saúde (LIS) do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica (ICICT) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), criaram de forma conjunta o SISAP-Idoso, com acesso através da plataforma: https://sisapidoso.icict.fiocruz.br/

Informações para imprensa:
Gabriela Ressel
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde - SES
Telefone: (48) 3664-8820
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br