icone facebookTwitterInstagram

Florianópolis, 31 de Outubro de 2017

 

Com a proximidade do Verão e o aumento do número de casos de Febre Amarela em vários territórios do país, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE) da Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulga Nota de Alerta reforçando suas ações de prevenção e controle do mosquito Aedes aegyti.

 

Recentemente, três áreas de mata no município de São Paulo foram isoladas devido à confirmação da circulação do vírus da febre amarela em primatas não humanos. Estas áreas fazem parte de um extenso corredor ecológico que transpassa os estados do Paraná e Santa Catarina, atingindo as regiões Nordeste e Planalto Norte de SC. Em pesquisas vetoriais realizadas pela equipe da DIVE/SC desde a implantação da Vigilância de Epizootias no estado, em 2009, foi constatada a presença do vetor da febre amarela silvestre do gênero Sabethes nessas regiões e Haemagogus no Extremo Oeste.

 

pdf Veja a Nota de Alerta na íntegra.