icone facebookTwitterInstagram

O Instituto Maria Schmitt (IMAS) completou, no dia 8 de Março, cinco meses a frente da gestão do Hospital Florianópolis, na capital. A data serviu para celebrar as primeiras conquistas após um trabalho intenso da equipe. Nesse período elevou-se em 30% o número de cirurgias e foram implementados novos programas com foco na gestão da qualidade e segurança dos pacientes.


Ortopedia é a especialidade mais atendida no Hospital Florianópolis, além da unidade ser referência na área e dar suporte a pacientes de outros hospitais, como é o caso do Hospital Regional de São José Homero de Miranda Gomes, nos últimos meses. “Nosso maior volume de cirurgias é em Ortopedia e Traumatologia, fora os casos classificados como urgência e emergência, cirurgia geral e vascular”, destaca Ricardo Ghelere, vice-presidente da organização social.
Os dados refletem as constantes mudanças e evolução interna que está ocorrendo na unidade hospitalar. Novos serviços e projetos foram implantados e os resultados já podem ser considerados satisfatórios afirma Ricardo Ghelere. Segundo ele, durante estes cinco meses, o IMAS colocou em prática o sistema de gestão da qualidade, implantou o ELA Sustentável, criou o núcleo de segurança do paciente, realizou pesquisa de satisfação, melhorou o núcleo interno de regulação (NIR), aumentou significativamente o volume de cirurgias e investiu na capacitação dos colaboradores. “Capacitamos as equipes para torná-las ainda mais preparadas aos desafios que virão. Nosso interesse é tornar altamente resolutivo e eficiente o Hospital Florianópolis. Os bons números iniciais nos motivam e indicam que estamos no caminho certo”, explica Ghelere.

Foco na qualidade e produtividade


Por meio da implantação do sistema de gestão da qualidade, o IMAS assegurará a qualidade de seus serviços à população. O trabalho é desenvolvido pela Coordenadoria de Qualidade, que assessora a implantação e manutenção do sistema no Hospital Florianópolis. “O objetivo do projeto é integrar todos os setores do hospital, fomentando a melhoria contínua, aprimorando procedimentos e os equipamentos utilizados, sistematização dos processos, capacitações, e aperfeiçoamento no atendimento assistencial, promovendo a satisfação dos clientes”, explicou Robson Schmitt, presidente do IMAS.
De acordo com ele, a instituição busca motivar e engajar as pessoas para a realização de um serviço cada vez melhor à população. A implantação das ferramentas de qualidade se dará de forma progressiva, a fim de que o desejo de fazer a diferença seja transformado em algo sustentável, permeando as gestões. “A estratégia da gestão do Instituto no Hospital Florianópolis em promover a sustentabilidade organizacional por meio de instrumentos de planejamento e gestão da qualidade demonstram o comprometimento com a gestão pública, alicerçada nos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência, tornando-se um hospital de referência no atendimento aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS)”, concluiu Robson.