icone facebookTwitterInstagram

Notícias 2017

Florianópolis, 17 de janeiro de 2017

Nesta terça-feira, 17, o deputado estadual Dr. Vicente Caropreso tomou posse na Secretaria de Estado da Saúde (SES). Na solenidade também foram empossados Leonel Pavan, como secretário de Turismo, Cultura e Esporte (SOL), o novo presidente da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), Rodolfo Pinto da Luz, e da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), Erivaldo Nunes Caetano. O governador Raimundo Colombo prestigiou o ato, que ocorreu no Teatro Pedro Ivo, em Florianópolis.

Florianópolis, 16 de janeiro de 2017

No período do verão, a Secretaria de Estado da Saúde, por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica, comumente registra um aumento significativo de acidentes com animais marinhos. Somente no último final de semana, segundo o Corpo de Bombeiros MIlitar de SC, foram 6.665 ocorrências de água-viva em todo o Litoral catarinense. Tal fato se relaciona com o grande potencial turístico do litoral catarinense, com as praias catarinenses recebendo milhões de banhistas a cada ano. Somam-se a isto as características biológicas dos cnidários ((hidras, medusas ou água-vivas, corais e anêmonas-do-mar), que são animais invertebrados exclusivamente aquáticos, com ampla distribuição geográfica, sendo mais comuns em regiões onde há águas quentes, rasas e limpas nos oceanos e que sofrem mudanças importantes no seu quantitativo populacional por fatores inerentes às espécies e às condições meteorológicas e oceanográficas regionais (podem ser carregadas pelas correntes marítimas). Além disso, é no verão que ocorre a reprodução desses organismos contribuindo para aglomeração e seu aparecimento no litoral, fazendo com que algumas temporadas apresentem um grande número de acidentes.

Florianópolis, 13 de janeiro de 2017

No período de 1º a 7 de janeiro 2017 foram notificados 44 casos suspeitos de dengue em Santa Catarina. Desses, dois (5%) foram descartados por apresentarem resultado negativo para dengue e 42 (95%) casos suspeitos estão em investigação pelos municípios. Os dados constam do boletim 1 da dengue, febre de chikungunya e zika vírus, com informações da Semana Epidemiológica n° 1 (1º a 7 de janeiro de 2016), divulgado nesta sexta-feira, 13, pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) da Secretaria de Estado da Saúde.

Florianópolis, 13 de janeiro de 2017

No período de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2016 foram notificados 13.932 casos suspeitos de dengue em Santa Catarina. Desses, 4.376 (31%) foram confirmados (3.473 pelo critério laboratorial e 903 pelo critério clínico epidemiológico, 642 (5%) estão inconclusivos (classificação utilizada no Sinan nos casos em que após 60 dias da data de notificação, ainda estiverem sem encerramento da investigação), 8.731 (63%) foram descartados por apresentarem resultado negativo para dengue e 183 (1%) casos suspeitos estão em investigação pelos municípios.

Florianópolis, 11 de janeiro de 2017

Em 2015, Santa Catarina diagnosticou 170 casos novos de hanseníase. Em alusão ao Dia Mundial de Combate à Hanseníase, celebrado no último domingo do mês de janeiro (29), a Secretaria de Estado da Saúde faz um alerta à sociedade para a importância do diagnóstico precoce e do tratamento da hanseníase, uma doença infecciosa, crônica e contagiosa, que acomete principalmente a pele e os nervos periféricos, incluindo as orelhas, nariz, braços, mãos, perna e pés, e que também pode atingir outros órgãos. A hanseníase tem cura; mas, se não for diagnosticada e tratada precocemente, pode causar deformidades físicas.