icone facebookTwitterInstagram

Ibirama, 20 de Novembro de 2017

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Dr. Waldomiro Collauti, em Ibirama, entrou em funcionamento na manhã desta segunda-feira, 20, e recebeu o primeiro paciente por volta das 9h. A nova unidade passa a contar com 10 leitos de UTI. Ao todo, o investimento do Governo do Estado foi de mais de R$ 3,2 milhões para a abertura do serviço.

O secretário de Estado da Saúde, Dr. Vicente Caropreso, disse que a abertura da UTI foi uma decisão estratégica da Secretaria de Estado da Saúde (SES) em virtude da carência de leitos de terapia intensiva em Santa Catarina e que o Governo do Estado fez um grande esforço para garantir que ela entrasse em funcionamento. “Esse hospital será um ponto estratégico de vagas e muito importante para a medicina de urgência do estado. Decidimos fazer esse esforço num momento sofrido da Secretaria de Estado em relação a economia, mas para nós era uma questão de honra pelo histórico que todo o povo da região tinha e acredito que essa UTI vai salvar a vida de muitas pessoas”, comemorou Caropreso.

Em seu discurso, o secretário Executivo da Agência de Desenvolvimento Regional de Ibirama, Jamir Marcelo Schmidt, lembrou que a ideia da construção de uma UTI em Ibirama surgiu numa reunião do Conselho de Desenvolvimento Regional em Witmarsum, no ano de 2005. “O dia de hoje ficará marcado na história de todo o Alto Vale. Poder ver essa UTI começar a funcionar é gratificante. Temos que frisar a importância da Secretaria Regional na época, que hoje é Agência de Desenvolvimento Regional, levantando essa ideia há 12 anos, dando todos os encaminhamentos para o projeto. Felizmente hoje podemos estar aqui abrindo essa UTI que vai trazer muitos benefícios para a nossa comunidade”, explicou Schmidt.

O diretor do hospital, Roberto Ferrari, recordou o esforço de todos para a abertura do serviço e comemorou a conquista. “Estamos entregando um equipamento público de extrema importância para todo o Vale do Itajaí e felizmente tudo ocorreu como prevíamos. É verdade que por muito tempo essa UTI não foi colocada em funcionamento, por problemas de contratação de pessoal e equipamento, mas felizmente hoje estamos podendo ofertar mais 10 leitos para as pessoas que precisam de UTI e vamos minimizar a fila de espera”, comentou Ferrari.

Momento histórico para todos os hospitais do Alto Vale

A irmã Aurélia Pauli, que é diretora do Hospital e Maternidade Maria Auxiliadora, de Presidente Getúlio, falou da importância da UTI para todos os hospitais da região, principalmente os de menor porte. “Há muito tempo esperávamos esse dia. A abertura da UTI será um suporte imediato para os pacientes que precisam ser encaminhados das nossas unidades e que agora serão atendidos mais rapidamente. E, assim, terão mais chances de superar um momento difícil de saúde e se recuperar”, explicou a irmã Aurélia Pauli.

O prefeito de Dona Emma, que foi a primeira cidade a ter um morador beneficiado pela UTI, Nerci Barp, também ressaltou a importância do novo espaço.  “É uma satisfação estarmos presentes nesse momento. Claro que não podemos comemorar que um paciente de Dona Emma está na UTI, mas precisamos reconhecer a importância desse atendimento, pois caso não houvesse essa UTI talvez ele não tivesse achado outro local. O paciente recebeu o melhor atendimento e agora vamos torcer para que tenha uma recuperação bastante rápida”, falou o prefeito Nerci Barp.

Também participaram da cerimônia o secretário Adjunto para Assuntos Finalísticos da SES, Murillo Capella, o superintendente dos Hospitais Públicos da SES, Marcelo Lemos Reis, e Lidemar Colautti, viúva do médico Waldomiro Colautti, fundador da instituição, além de lideranças políticas, comunidade e imprensa.