icone facebookTwitterInstagram

Mafra, 21 de dezembro de 2016

Na última terça-feira, 20, em Mafra, foi inaugurado o serviço de hemodinâmica e cardiologia intervencionista do Hospital São Vicente de Paulo. Estavam presentes o presidente do Hospital, Valdecir Valoja de Collo, o secretário de Estado de Saúde, João Paulo Kleinubing - representando na cerimônia o governador Raimundo Colombo, o secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Mafra, Abel Schroeder, e o Presidente da Confederação Nacional da Saúde, Tércio Egon Paulo Kasten, além de lideranças políticas, empresariais e da área da saúde de toda a região.

O secretário Kleinubing destacou que o Hospital São Vicente de Paulo é um exemplo para Santa Catarina do ponto de vista da gestão e da presença na comunidade. “Os investimentos do poder público, sejam na articulação federal, por parte Ministério da Saúde, responsável pela unidade que inauguramos hoje, sejam por parte do Governo do Estado, com os recursos da UTI coronariana, que já está em obras, são apenas uma forma de apoiar e reconhecer o esforço e o trabalho do Hospital São Vicente de Paulo”.

Hoje estamos vivendo um grande momento para Mafra e para todo o Planalto Norte catarinense. Santa Catarina é o único estado que segue inaugurando obras em todas as áreas. Isso mostra a seriedade, a honestidade e a gestão diferenciada que caracterizam o nosso estado e que permitem concretizar obras como esta que hoje inauguramos”, declarou o secretário Abel Schroeder.

Benefícios para toda a região

Aproximadamente 400 mil pessoas, em treze municípios do Planalto Norte, vão se beneficiar como o novo serviço. Principalmente porque, diante de doenças cardiovasculares como o infarto e o ACV, um atendimento rápido pode significar a diferença entre a vida e a morte. O serviço de hemodinâmica do Hospital São Vicente de Paulo garante aos pacientes da região o acesso às técnicas de cateterismo e angiosplastia, que permitem tratar vários tipos de cardiopatias de forma segura e minimamente invasiva. Juntamente com esses procedimentos será instalado o serviço de cirurgia cardíaca, para os casos que se fizerem necessários. E, para o segundo semestre de 2017, está prevista a inauguração das UTIs coronarianas, que vêm unificar toda a área de cardiologia do hospital.

A estrutura para atendimento do serviço de hemodinâmica está alinhada com aquela que é oferecida nos grandes centros urbanos, apresentando uma edificação moderna, com salas integradas, equipamentos de última geração e capacidade para atender de forma completa os pacientes acometidos com doenças coronarianas.

Para implantar o novo serviço foram investidos em edificações, instalações especiais e equipamentos cerca de dois milhões e 500 mil reais, sendo parte dos recursos provenientes de convênio com o Ministério da Saúde e parte de recursos próprios do hospital e parte de doações da comunidade na conta de luz.

 O hospital capacitou funcionários – enfermeiros, técnicos em enfermagem e técnicos em radiologia – para o trabalho, tendo contratado uma equipe médica específica e com experiência para realizar os atendimentos, tanto eletivos como de urgência e emergência.

 Junto com o evento de inauguração do serviço de hemodinâmica foi incluída na programação a visitação do canteiro de obras da UTI coronariana, que contará com 10 leitos para dar suporte e retaguarda aos serviços implantados. A construção e os equipamentos dessa UTI estão sendo financiados com recursos do Governo do Estado de Santa Catarina, por meio do programa Pacto por SC, através do convênio com a Secretaria de Estado da Saúde, dentro do programa InvestSaúde/BADESC, no valor de 2,8 milhões.