icone facebookTwitterInstagram

Notícias 2015

Florianópolis, 24 de novembro de 2015

Santa Catarina passou a integrar uma agenda interfederativa com o Governo Federal e municípios estratégicos, priorizando ações de prevenção e maior acesso ao diagnóstico da Aids. O anúncio foi feito nesta terça-feira (24), em entrevista coletiva na qual o secretário de Estado da Saúde, João Paulo Kleinübing, falou sobre o plano de enfrentamento à doença que está sendo traçado com o objetivo de aumentar a taxa de detecção dos casos a partir das ações de vigilância e realização de testes. O Dia Mundial da Luta contra a Aids, lembrado no dia 1º de dezembro, será um marco para essas ações.

Florianópolis, 24 de novembro de 2015

O secretário de Estado da Saúde, João Paulo Kleinübing, e o gerente do Centro Catarinense de Reabilitação, Marcelo Lemos Reis, entregaram 55 cadeiras de rodas a pacientes de diversas cidades do Estado na manhã desta terça-feira (24). Desde julho, o CCR entregou mais de 1,3 mil órteses, próteses e cadeiras, somando cerca de R$ 60 mil em equipamentos.

Para Kleinübing, essa entrega representa uma pequena parcela visível do importante trabalho de assistência desenvolvido pelo Centro Catarinense de Reabilitação. “Estamos avançando na prestação de serviço às pessoas com deficiência em Santa Catarina. Até 2016, vamos zerar a fila de espera”, afirmou o secretário.

O objetivo dessa entrega, de acordo com o gerente da instituição, é incentivar a independência dos cadeirantes e oportunizar uma retomada do autocuidado. “O direito de ir e vir é inerente a todo cidadão. Essas cadeiras vão oportunizar maior mobilidade a essas pessoas. Com isso, queremos que elas convivam melhor com a família, os amigos e a sociedade em geral”, declarou Reis.

Aos 14 anos, Beatriz Schüssler se envolveu em um acidente de carro e lesionou a medula, perdendo os movimentos dos membros inferiores. Hoje, aos 19, ela depende da cadeira para tudo, mas conta que sua vida não mudou. “Eu continuei estudando, me formei no ensino médio e hoje estou cursando a faculdade de Gestão Pública”. A cadeira sob medida disponibilizada pelo Sistema Único de Saúde é mais leve e dará mais segurança a Beatriz, que planeja um futuro com mais independência. “Quero aprender a dirigir. Hoje a maior dificuldade de cadeirantes como eu e pessoas com outros tipos de deficiência ainda é a acessibilidade”, declarou a estudante de Palhoça.

Junto com a cadeira, cada paciente recebeu um botom para marcar o início do processo de formação da Associação Amigos do CCR, que reúne familiares e amigos dos portadores de lesão medular.

Veja as fotos aqui

A Secretaria de Estado da Saúde informa a situação das Emergências dos hospitais Florianópolis, Celso Ramos, Regional de São José e Instituto de Cardiologia de Santa Catarina nesta terça-feira (24):

Hospital Florianópolis – Até o fim da manhã, a emergência geral tinha sete pacientes internados e 20 pessoas aguardavam atendimento no saguão. O atendimento na emergência da unidade é feito de acordo com a gravidade dos casos, por meio da classificação de risco. Nas últimas 24 horas, o hospital, que é referência em ortopedia, atendeu 61 pacientes na Emergência ortopédica, 309 na Emergência geral e 83 na Emergência pediátrica. O quadro geral é de 40 pacientes internados. Nas últimas 24 horas foram feitas sete internações.

Hospital Celso Ramos -Na Emergência da unidade localizada em Florianópolis, 17 pessoas aguardavam atendimento até o final da manhã, 15 pacientes estavam internados e 16 em observação. Nas últimas 24 horas, a Emergência recebeu 347 pessoas. Desse total, 155 eram para Ortopedia (em geral, pessoas que sofreram acidentes de trânsito); 135 para clinica médica e 57 para clínica cirúrgica.

Instituto de Cardiologia – Nenhum paciente estava sendo atendido no final da manhã na Emergência desta instituição localizada em São José. Duas pessoas aguardavam consulta e 49 estavam internadas, sendo oito na Emergência semi-intensiva, uma na reanimação, 12 no repouso, e outros 28 na medicação. Até o fim da manhã havia 66 pessoas nas unidades de internação e 13 na ala coronária. Nas últimas 24h, o Instituto de Cardiologia atendeu 63 pessoas na Emergência e fez 19 novas internações. Há um total de 128 pacientes internados no instituto.

Hospital Regional de São José - Nas últimas 24 horas foram realizados 407 atendimentos nas emergências geral, ortopédica, oftalmológica e obstétrica. Na emergência pediátrica foram feitos 222 atendimentos. O quadro geral do Hospital Regional de São José é de 265 pacientes internados. Nas ultimas 24 horas foram realizadas 71 internações.

Salientamos que cerca de 80% dos casos que chegam às Emergências são ambulatoriais, ou seja, situações que podem ser resolvidas nos postos de saúde. A Secretaria de Estado da Saúde orienta a população a primeiro procurar os centros de saúde dos seus municípios. Os postos de saúde e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) estão aptos a atender situações de urgência, que são aqueles em que a pessoa não corre riscos.

Informações adicionais:

Assessoria de Comunicação

Secretaria de Estado da Saúde

E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br

Florianópolis, 23 de novembro de 2015

Há seis meses em funcionamento, o Ambulatório de Atendimento aos Adolescentes e Jovens Adultos (AJAS) do Centro de Pesquisas Oncológicas (Cepon) promoveu o 1º Encontro Novembro Dourado para seus pacientes de 15 a 29 anos. O evento reforça a importância do diagnóstico precoce do câncer, especialmente nesta segunda-feira (23), Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantojuvenil.

O encontro teve a participação dos atletas paraolímpicos Josiane Lima e Lucas Ferraro para um bate papo sobre motivação e superação. Ambos são catarinenses e representam o Estado na Seleção Brasileira nas modalidades de remo e atletismo, respectivamente. Josiane, que anda com ajuda de muletas por conta de um problema motor nas pernas, diz que o pensamento positivo influencia muito na qualidade de vida. “Importante termos em mente que mesmo nas situações mais difíceis é sempre possível vislumbrar uma oportunidade”, destacou a atleta.

Rita Ferrúa Oliveira, coordenadora do AJAS, explicou que a presença deles ali foi estimulante. “Nessa faixa etária é muito comum o surgimento de tumores ósseos que em uma situação extrema podem levar a amputações. Histórias de motivação e superação ajudam os pacientes na recuperação”, observou a oncologista.

Atualmente, 30 pacientes de 15 a 29 anos estão em tratamento de quimioterapia no AJAS. Outros 100 realizam consultas e exames regulares para acompanhar o período pós-tratamento, que pode durar de cinco a dez anos. Os jovens são atendidos por uma equipe multidisciplinar composta de oncologistas clínicos e pediátricos, ortopedistas, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos, terapeuta ocupacional e assistente social.

Com a implantação do AJAS, adolescentes e jovens são atendidos em um ambiente diferenciado e mais acolhedor. “Isso também permite que os profissionais realizem um melhor monitoramento, tanto clínico quanto psicossocial”, explicou Rita. A programação do encontro também incluiu lanche, maquiagem, vídeo game e apresentação do coral dos funcionários da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc).

alt

Foto: Paulo Goeth

Florianópolis, 23 de novembro de 2015

A Semana do Doador de Sangue do Centro de Hematologia e Hemoterapia (Hemosc), que se inicia nesta segunda (23), é dedicada aos doadores catarinenses. Somos o Estado com um dos maiores índices de doações espontâneas no Brasil, com 86% do total de sangue doado na estrutura do Hemosc. A semana é realizada em alusão ao Dia Nacional do Doador de Sangue, 25 de novembro, uma data para Santa Catarina se orgulhar.

O Hemosc também apresenta dados estatísticos de relevância em relação aos doadores de repetição, que são aqueles que doam sangue mais de uma vez num período de 12 meses, apresentando um percentual de 47%, refletindo diretamente na qualidade do sangue transfundido.

No ano de 2014, 157.505 catarinenses candidataram-se a doação de sangue, dos quais 128.151 efetivaram sua doação ajudando milhares de pacientes no Estado. Em 2015, até o dia 20 de novembro, foram 148.340 candidatos, e desses, 118.417 realizaram sua doação. Dessa forma, contribuem para que o HEMOSC cumpra sua missão de disponibilizar à população, por meio da hemorrede pública, acesso ao atendimento hemoterápico e hematológico de qualidade.

Além da Capital, Florianópolis, o Hemosc está presente nas cidades de Lages, Criciúma, Joinville, Joaçaba,Blumenau, Chapecó, Tubarão, Jaraguá do Sul e Canoinhas, onde será desenvolvida a programação preparada para a semana. O objetivo é valorizar o gesto solidário de doar sangue, que pode ajudar a salvar até três vidas a cada doação.

Para mais informações pelos telefones:

Florianópolis (48) 3251-9811

Lages (49) 3289-7011

Joaçaba (49) 3527-2219

Chapecó (49) 3700-6411

Criciúma (48) 3444-7414

Blumenau (47) 3222-9800

Joinville (47) 3481-7413

Canoinhas (47) 3622-6900

Tubarão (48) 3621-2405

Jaraguá do Sul (47) 3055-0454

 

Informações adicionais

Manuela Mendes da Silva

Analista de Marketing - Hemosc

Telefone: (48) 3251-9838