icone facebookTwitterInstagram

Notícias 2015

Ibirama, 27 de novembro de 2015

O secretário da Saúde de Santa Catarina, João Paulo Kleinübing, assinou, nesta sexta-feira, 27, em Ibirama, convênios no valor de R$ 2,65 milhões, além de um edital público para a contratação de empresa privada que vão viabilizar o funcionamento da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Dr. Waldomiro Colautti, de Ibirama. "Vamos colocar essa UTI em atividade ainda no primeiro trimestre de 2016", afirmou o secretário Kleinübing.

O evento foi realizado no próprio hospital com a presença dos secretários Nelson Virtuoso, da SDR Ibirama, e Italo Goral, da SDR Rio do Sul; do secretário da Defesa Civil, Milton Hobus; do vice-presidente da Assembleia Legislativa, Aldo Schneider; e dos prefeitos Jonas Pudewell (José Boiteux), Nicanor Morro (Apiúna), Antonio Comandolli (Presidente Nereu), Nilson Stainsack (Presidente Nereu), do vice-prefeito de Ibirama, Francisco Lohn, e do suplente de senador Ayres Marchetti juntamente com o diretor Roberto Ferrari.

Dos recursos anunciados, R$ 1,5 milhão será aplicado na aquisição de equipamentos e outros R$ 1,15 milhão nas reformas e melhorias do hospital, que passará a contar com uma Unidade de Terapia Intensiva adulta, com capacidade de 10 leitos, sendo uma delas específica para isolamento. A unidade atenderá o público de toda a região do Alto e Médio Vale do Itajai, principalmente da BR-470, onde um dos trechos mais perigosos está na Serra São Miguel, município de Ibirama.

Luta – A luta por esta conquista vem desde 2010 quando foi inaugurada a parte física da unidade pelo então secretário Regional Aldo Schneider, agora deputado estadual. Ele lembra que foram 8 tentativas frustradas de implantação da UTI, com 4 processos seletivos sem sucesso.

Agora, sob a direção de Roberto Ferrari e com a iniciativa do secretário Kleinübing e do governador Raimundo Colombo, o hospital finalmente terá sua UTI, considerada uma grande conquista para a região, como destacou em discurso, na SDR Ibirama, o prefeito Nilson Stainsack, de Presidente Getúlio.

O secretário regional de Ibirama, Nelson Virtuoso, também destacou a parceria entre o hospital e a SDR Ibirama e o esforço do deputado Aldo Schneider e dos secretários João Paulo Kleinübing e Milton Hobus, ressaltando a importância para os 9 municípios da região e também de cidades próximas.

Foto e informações
Dante Bonin
Telefone: (47) 3357-8908
E-mail: imprensa@iir.sdr.sc.gov.br

Florianópolis, 27 de novembro de 2015

Se fosse um país, no ano de 2014 Santa Catarina alcançaria a terceira posição mundial em transplantes de órgãos. O resultado é creditado ao trabalho desenvolvido pela SC transplantes em notificação, captação e distribuição de órgãos e tecidos, razão pela qual a entidade foi homenageada na noite desta quinta-feira (26), em sessão especial realizada na Assembleia Legislativa.

A Secretaria de Estado da Saúde informa a situação das Emergências dos hospitais Florianópolis, Celso Ramos, Regional de São José e Instituto de Cardiologia de Santa Catarina nesta sexta-feira (27):

Hospital Florianópolis – Até o fim da manhã, a emergência geral tinha sete pacientes internados e 37 pessoas aguardavam atendimento no saguão. O atendimento na emergência da unidade é feito de acordo com a gravidade dos casos, por meio da classificação de risco. Nas últimas 24 horas, o hospital, que é referência em ortopedia, atendeu 54 pacientes na Emergência ortopédica, 255 na Emergência geral e 81 na Emergência pediátrica. O quadro geral é de 36 pacientes internados. Nas últimas 24 horas foram feitas quatro internações.

Hospital Celso Ramos -Na Emergência da unidade localizada em Florianópolis, 14 pessoas aguardavam atendimento até o final da manhã, 16 pacientes estavam internados e 11 em observação. Nas últimas 24 horas, a Emergência recebeu 280 pessoas. Desse total, 118 eram para Ortopedia (em geral, pessoas que sofreram acidentes de trânsito); 121 para clinica médica e 41 para clínica cirúrgica.

Instituto de Cardiologia – Um paciente estava sendo atendido no final da manhã na Emergência desta instituição localizada em São José. Nenhuma pessoa aguardava consulta e 36 estavam internadas, sendo oito na Emergência semi-intensiva, dois na reanimação, 12 no repouso, e outros 14 na medicação. Até o fim da manhã havia 66 pessoas nas unidades de internação e 13 na ala coronária. Nas últimas 24h, o Instituto de Cardiologia atendeu 43 pessoas na Emergência e fez 12 novas internações. Há um total de 115 pacientes internados no instituto.

Hospital Regional de São José - Nas últimas 24 horas foram realizados 332 atendimentos nas emergências geral, ortopédica, oftalmológica e obstétrica. Na emergência pediátrica foram feitos 156 atendimentos. O quadro geral do Hospital Regional de São José é de 245 pacientes internados. Nas ultimas 24 horas foram realizadas 34 internações.

Salientamos que cerca de 80% dos casos que chegam às Emergências são ambulatoriais, ou seja, situações que podem ser resolvidas nos postos de saúde. A Secretaria de Estado da Saúde orienta a população a primeiro procurar os centros de saúde dos seus municípios. Os postos de saúde e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) estão aptos a atender situações de urgência, que são aqueles em que a pessoa não corre riscos.

Informações adicionais:

Assessoria de Comunicação

Secretaria de Estado da Saúde

E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br

Joinville, 26 de novembro de 2015

Servidores do Hospital Regional Hans Dieter Schmidt e da Maternidade Darcy Vargas, de Joinville, receberam nesta terça-feira (25) a certificação do curso de Língua Brasileira de Sinais (Libras), no plenário da Câmara de Vereadores de Joinville.

De acordo com a diretora do Hans Dieter Schmidt, Tânia Eberhardt, o aperfeiçoamento é mais do que necessário. "Fico orgulhosa em ver que dois hospitais do Sistema Único de Saúde estão capacitados para oferecer um melhor atendimento aos surdos", afirmou. A assistente social da unidade, Mariani Alflen, ressaltou a importância dos servidores da saúde terem conhecimento em Libras. "Durante o exercício profissional, já me deparei com algumas situações delicadas, de surdos que buscavam atendimento no hospital, cuja família não traduzia exatamente qual era sua queixa”, observou.

A professora e intérprete de Libras da Escola do Legislativo do município, Rute Souza, frisou que não é só na área da saúde que precisa ter profissionais que entendam a linguagem de sinais. "Hoje temos turmas de taxistas e profissionais que trabalham em hotéis já formados. É muito valoroso saber que quando precisar procurar o Regional ou a Maternidade, o paciente vai poder falar sobre sua dor e ser entendido", disse.

Além dos alunos das unidades de saúde, também concluíram o curso profissionais do setor hoteleiro, totalizando mais de 160 formandos. As aulas ministradas no Hans Dieter Schmidt tiveram ênfase em atendimento público na área da saúde como recepção, triagem, sala de medição, farmácia, observação e consultório médico.

Além da entrega de certificados simbólicos, a formatura teve apresentação de dança e interpretação das músicas Everyboby Hurts da banda R.E.M e Imagine, de John Lennon. "Traz muita alegria ver essa casa cheia, nós fazemos parte de um exército e vocês precisam ser multiplicadores para que mais pessoas possam se comunicar", pontuou o presidente do Instituto Joinvilense de Assistência aos Surdos (Ijas), Jackson Silva.

Informações

Maila Marbi – Jornalista

Hospital Regional Hans Dieter Schmidt

São José, 26 de novembro de 2015

A Escola de Formação em Saúde (Efos) promove dois cursos a partir deste mês para mais de 100 alunos. Na última quarta-feira (25), em São José, foi realizada a abertura dos Cursos de Especialização em Gestão em Qualidade e Segurança no Cuidado ao Paciente e Gestão em Vigilância Sanitária do Hospital Sírio Libanês, com a presença do diretor de Educação Permanente em Saúde (Deps), Paulo Orsini.

alt

De acordo com a gerente da escola, Andiara Sopelsa, ambos os cursos têm carga horária de 360 horas. Para o curso na área da qualidade e segurança no cuidado, foram selecionados 80 alunos entre profissionais da saúde, na maioria efetivos. O curso voltado à área da vigilância em saúde oferecia 40 vagas. “A Efos disponibiliza toda a infraestrutura necessária para a realização das aulas. A previsão de término para as duas turmas é dezembro de 2016”, informa Andiara.

Para os dois cursos foram selecionados 06 facilitadores: Maristela Castro Klauberg, Marynes Terezinha Reibnitz, Graciele Trentin, João Ricardo Barcelos, Arthur Amorim e Thiago Apolinário Michelon. A gestora de aprendizagem do curso na Região Sul é a farmacêutica Letícia Girotto.

A coordenação do Curso de Especialização em Qualidade e Segurança no Cuidado ao Paciente ficou a cargo de Laura Maria Cesar Schiesarie. Leia Ramos vai coordenar o Curso de Especialização em Gestão da Vigilância Sanitária.