icone facebookTwitterInstagram

Balneário Camboriú, 30 de novembro de 2015

A partir desta segunda-feira (30), 190 profissionais de saúde de 100 municípios catarinenses se reúnem em Balneário Camboriú no 1º Seminário da Academia da Saúde: Promovendo Saúde em Santa Catarina. O evento é realizado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) e da Gerência de Atenção Básica (Geabs) nos dias 30 de novembro, 1 e 2 de dezembro, no hotel Marambaia.

O Programa Academia da Saúde é uma estratégia do Governo Federal que envolve a Secretaria de Vigilância em Saúde e a Atenção à Saúde. Santa Catarina conta, atualmente, com 149 polos do programa, sendo que 71 deles (48%) com obras concluídas. Uma avaliação realizada pelo Ministério de Saúde, em maio deste ano, verificou que a população de idosos está presente em 100% dos polos, os adultos participam em 90% deles, 60% dos pólos são ocupados por adolescentes e 50% são freqüentados por crianças.

Esse seminário tem como objetivo aumentar o acesso da população às ações de promoção da saúde, com a valorização do cuidado integral e estímulo ao modo de vida saudável. “É fundamental que o Programa Academia da Saúde esteja integrado com os demais serviços da rede de atenção, particularmente a Atenção Básica, de modo a fortalecer e qualificar as ações de promoção da saúde no território”, destaca Jane Laner Cardoso, chefe de Divisão de Doenças e Agravos Não-Transmissíveis da DIVE/SES/SC.

Segundo a médica, a equipe responsável pelo polo de academia da saúde deve se articular com as Unidades de Saúde da Atenção Básica (US), Estratégia Saúde da Família (ESF), e Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASFs), adequando as necessidades conforme as demandas locais e, sobretudo, baseado em seus indicadores de saúde, para que a construção de linhas de cuidado atendam as necessidades dos usuários.

A Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS) traz a articulação e a cooperação intra e intersetorial como uma forma essencial de estabelecer parcerias e, como uma das principais estratégias para operacionalizar ações de promoção da saúde no território. Por isso, o Programa Academia da Saúde tem a intersetorialidade como um de seus princípios e o estabelecimento desta é uma estratégia fundamental de ampliação das atividades oferecidas.

“Além do setor da Saúde, é importante que as equipes façam outras parcerias com instituições locais, sejam governamentais - Secretaria de Esportes, Educação, Assistência Social -  e/ou não governamentais, de forma que possam potencializar as ações de cuidado individual e coletivo na Atenção Básica”, complementa Jane.

Polos do Programa Academia da Saúde em Santa Catarina

Geralmente, as atividades nos polos são realizadas pela manhã e à tarde. Em torno de 30% deles, as atividades já são oferecidas nos três turnos (manhã, tarde e noite).  Aproximadamente 90% oferecem atividades de promoção da alimentação saudável, práticas corporais, educação em saúde com mobilização da comunidade para as ações. Práticas integrativas complementares, como massagem, ioga, auriculoterapia e fitoterapiasão realizadas em 60% dos locais.

Os municípios colaboram com materiais de consumo, material permanente e com a manutenção dos polos. É importante dar visibilidade às atividades oferecidas, destacando sua gratuidade e seu potencial para melhorar a saúde da população, bem como as equipes de saúde devem saber que podem encaminhar ao polo usuários que acessarem a rede de atenção à saúde.

Os polos do Programa Academia da Saúde como parte da rede de serviços do SUS devem estar alinhados com o princípio da inclusão social, sendo que é necessário planejar e desenvolver estrategicamente as atividades, de modo a ampliar seu alcance também para populações de áreas de interesse social, garantindo maior equidade. Igualmente, as atividades oferecidas nos polos devem contemplar os interesses e as necessidades da comunidade na qual o Programa está inserido e levar em consideração seus valores socioculturais, suas vulnerabilidades e suas necessidades de saúde. 

Programação Geral do 1º Seminário da Academia de Saúde

1º Dia - 30/novembro 

13h - Credenciamento

13h30 - Abertura - mesa

14h - Polo Academia da Saúde - Situação do Brasil/SC/ MS -  Gisele Balbino Araújo Rodrigues - DEVDANTPS

15h30 - Coffee Break

16h - Promoção da Saúde na Atenção Básica -  Programa Academia da Saúde e Ações de Alimentação e Nutrição  - Renata Guimarães Mendonça de Santana - CGAN/ MS

17h - Debates

17h30 - Encerramento do 1º dia

 2º Dia – 1º/dezembro 

08h - Programa Academia da Saúde: a experiência de Pernambuco e pesquisas relacionadas - Emmanuelly Lemos - SES/SEVS/PE

09h - Debate

09h30 - Experiência Exitosa - Município de Balneário Piçarras - SC

10h - Atividade Laboral

10h15 - Práticas Intersetoriais no Polo Academia da Saúde

- Elisângela Rodrigues de Miranda - SES/GO

11h30 - Debates

12h - Almoço

13h30 - Panorama da implantação e implementação dos Polos da Academia da Saúde/ SC (Janize Luzia Biella/ Gerência de Atenção Básica/SES-SC)

14h30 - Experiência Exitosa - Município de Ipira - SC

15h - Atividade Laboral

15h30 - Coffee Break

16h - Experiência Exitosa - Município de Flor do Sertão - SC

16h30 - Experiência Visita Técnica Integrada DIVE/GEABS aos Polos de Academia da Saúde (Jane Laner Cardoso/Divisão de Agravos Não Transmissíveis/GEVRA/DIVE/SES-SC)

17h30 - Encerramento do 2º dia - Debates

 3º Dia - 2/dezembro

08h - Desafio da avaliação em programas de atividade física na saúde pública - Daniel Petreça - UDESC/CEFID/LAGER

09h30 - Experiência Exitosa - Município de Balneário Rincão - SC

10h - Atividade Laboral

10h15min - Intersetorialidade e promoção da saúde/ Leandro Pereira Garcia - Vigilância em Saúde / SMS de Florianópolis - SC

11h30min - Debates e Encerramento

12h - Almoço

Informações adicionais para a imprensa

Núcleo de Comunicação – DIVE

Secretaria de Estado da Saúde

divecomunicacao@saude.sc.gov.br

Fone: (48) 3664-7402