icone facebookTwitterInstagram

Notícias 2014

Florianópolis, 12 de novembro de 2014

Técnicos da Atenção Básica e do Sistema de Informação de 70 municípios de médio e grande porte participam da Oficina para Multiplicadores da Estratégia E-SUS AB, que está sendo realizada no auditório da Epagri, em Florianópolis. O evento começou na terça-feira e encerra-se hoje, 12, no final da tarde. Representantes das 36 Gerências de Saúde de Santa Catarina também participam da oficina.

Florianópolis,11 de novembro de 2014.

A Secretaria de Estado da Saúde informa, a seguir, a situação das emergências dos hospitais Celso Ramos, Florianópolis e Instituto de Cardiologia, nesta terça-feira, 11 de novembro.

A emergência do Hospital Celso Ramos, em Florianópolis, atendia 26 pessoas até o fim da manhã desta terça-feira. A situação é de normalidade na unidade de saúde. Segundo informações da instituição, havia três pacientes em estado grave. Nas últimas 24 horas, o Celso Ramos recebeu, na Emergência, 316 pessoas. Deste total de atendimentos, 148 casos são do setor de ortopedia que, em geral, envolve pessoas que sofreram acidentes de trânsito.

O Hospital Florianópolis estava atendendo, às 12h desta terça-feira, quatro pacientes; 22 pessoas aguardavam atendimento no saguão. Segundo informações da direção do hospital, não havia pacientes internados na emergência geral. A situação é de normalidade. Nas últimas 24 horas, o Hospital Florianópolis, que é referência em ortopedia, atendeu 31 pacientes na emergência ortopédica. Na emergência geral foram socorridas 103 pessoas, e no setor pediátrico foram atendidas 37 crianças nas últimas 24 horas.

O Instituto de Cardiologia, que atende, via Sistema Único de Saúde, a população com problemas cardiológicos, estava atendendo, até as 14h desta terça-feira, 06 pacientes na Emergência. Havia duas pessoas aguardando consulta. Segundo informações da direção do Instituto, 49 pacientes estão internados na Emergência (08 no semi-intensivo; 06 pessoas na reanimação; 10 no repouso; e outros 25 pacientes na medicação). Até o início da tarde, havia 81 pessoas nas unidades de internação e outras 08 na ala coronária. Nas últimas 24h, o ICSC atendeu 43 pessoas na Emergência e fez 17 novas internações. Há um total de 130 pacientes internados no hospital.

Florianópolis, 11 de Novembro de 2014


A partir desta terça-feira, dia 11, o Projeto Hospitais Filantrópicos II, que contempla ações de conservação e uso racional de energia elétrica com recursos do Programa Celesc de Eficiência Energética, inicia atividades em mais duas unidades: Hospital Trombudo Central e Hospital Samária, de Rio do Sul, com investimentos de R$ 102 mil e R$ 203 mil, respectivamente.

A previsão é que, ainda nesse ano, sejam concluídas as obras em 22 dos 34 hospitais contemplados pelo projeto. Até abril do próximo ano, todas as obras devem ser concluídas. No último dia 6, a Celesc encerrou, com uma palestra aberta à comunidade hospitalar, os trabalhos no Hospital Infantil Joana de Gusmão, na Capital, em que foram investidos R$ 718 mil com a troca de aparelhos de ar condicionado e refrigeradores, e novo sistema de iluminação.

A substituição envolveu 3.486 lâmpadas, 2.105 luminárias, 75 condicionadores de ar e 28 refrigeradores/frigobares. “Além dos outros benefícios, conseguimos atender às adequações solicitadas pela Vigilância Sanitária”, relata a médica pediatra Lúcia Regina Gomes Matos Schultz. “É gratificante ver não só os resultados práticos, mas as sensíveis melhorias que ocorrem nos ambientes hospitalares, que estão mais bonitos e confortáveis”, aponta o chefe da Divisão de Eficiência Energética da Celesc, Marco Aurélio Gianesini.

Os benefícios serão sentidos por pacientes e funcionários que ganham espaços bem iluminados, condicionamento de ar adequado e refrigeradores modernos, além da economia de energia elétrica. “Estamos proporcionando melhorias substanciais para unidades hospitalares que atendem 40% dos catarinenses. A substituição de equipamentos trará benefícios indiretamente para 2,6 milhões de pessoas", afirma o presidente da Celesc, Cleverson Siewert.

Início

Em 2013, a Celesc Distribuição realizou Chamada Pública para hospitais sem fins lucrativos participarem de projeto de conservação de energia e uso racional de energia elétrica denominado “Hospitais Filantrópicos II”, integrante do Programa de Eficiência Energética – PEE Celesc. Até sua conclusão, no próximo ano, o projeto atenderá 34 hospitais de 29 municípios catarinenses, com recursos de R$ 7,5 milhões.

A Celesc estima redução total de consumo de 5.024 MWh/ano, energia suficiente para atender 2.321 residências no mesmo período. Os trabalhos iniciaram em 2013 e serão concluídos até julho do próximo ano. Para isso, a Padoin Engenharia foi contratada por meio de pregão eletrônico para realizar todas as etapas do projeto: o pré-diagnóstico, a medição do consumo de energia dos equipamentos antigos e a elaboração do diagnóstico energético, a substituição de equipamentos e o encaminhamento dos antigos para descarte.

Essas ações atendem determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e visam reduzir a demanda no horário de ponta (18h30 às 21h30) e o consumo de energia na área de concessão da Celesc por meio da substituição de equipamentos antigos por outros, modernos e mais eficientes, com o selo Procel de economia, “classe A”.

Na edição anterior, o “Projeto Hospitais Filantrópicos I” promoveu a eficientização dos sistemas de iluminação, condicionamento de ar, refrigeradores, força motriz e equipamentos de esterilização em 26 hospitais filantrópicos, com investimento total de R$ 6,5 milhões.

 

alt

Foto: Divulgação

 

Florianópolis,11 de novembro de 2014

Cerca de 120 profissionais da Atenção Básica da Secretaria de Estado da Saúde (SES) vão participar da Oficina Amamenta Alimenta Brasil, nos dias 11 a 14 de novembro, entre 9h e 17h. O evento vai formar 25 novos tutores na Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil (EAAB) para atuar nos municípios de Itajaí, Brusque, São Francisco do Sul e Rio do Sul. Recursos do Programa Nacional de Alimentação e Nutrição estão sendo empregados na oficina, que será realizada no Hotel Sandri, em Itajaí.

Florianópolis, 10 de novembro de 2014.

Tem início nesta terça-feira, 11, no auditório da Epagri, em Florianópolis, a Oficina para Multiplicadores da Estratégia E-SUS, que contará com a participação de 150 técnicos da Atenção Básica e do Sistema de Informação de 70 municípios de médio e grande porte, além de representantes das 36 Gerências de Saúde de Santa Catarina. O evento segue até quarta-feira, 12.

Na pauta da oficina consta a palestra da coordenadora Geral de Acompanhamento e Avaliação do Ministério da Saúde (MS), Vanessa Lora. O objetivo dessa capacitação é apresentar a versão 1.3 do E-SUS AB e o relato dos municípios de Camboriú e Joinville que já implantaram o programa.

O E-SUS Atenção Básica (e-SUS AB) é uma estratégia do Departamento de Atenção Básica para reestruturar as informações do setor em nível nacional. “Essa ação está alinhada com a proposta mais geral de reestruturação dos Sistemas de Informação em Saúde do Ministério da Saúde, entendendo que a qualificação da gestão da informação é fundamental para ampliar a qualidade no atendimento à população”, destaca a gerente de Coordenação da Atenção Básica, Lizete Contin. A estratégia E-SUS faz referência ao processo de informatização qualificada do SUS.

Em Santa Catarina, entre abril e julho de 2014, foram capacitados 655 profissionais de 277 municípios catarinenses. Cada região de saúde organizou sua capacitação em parceria com o Datasus, Gerências Regionais de Saúde e municípios.

Programação

Dia 11/11 – manhã: das 9h às 12h

• Visão Geral e Estado da Arte da Estratégia e-SUS AB

• Estratégias de Implantação – (Relato DATASUS e GEABS/SES das Estratégias de Implantação no

Estado)

• Relatos de municípios que já utilizam: (podem seguir a apresentação padrão)

Relato da Secretaria Municipal de Saúde de Joinville – Maria José Barbosa Teles Gandolpho;

Relato da Secretaria Municipal de Camboriu – Karen K.F. Costa Rigon

• Informações, Downloads, Suporte

Dia 11/11 – tarde: das 13h30min às 17h

• Conhecendo o Sistema e-SUS AB com CDS

• Debate – desafios e nós críticos – e esclarecimento de dúvidas

Dia 12/11 – manhã: das 9h às 12h

• Casos-problema para utilização das fichas

Dia 12/11 – tarde: das 13h30min às 17h

• Casos-problema para utilização das fichas

• Exportação e transmissão dos dados