icone facebookTwitterInstagram

No início desse mês, a Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular (ABHH) realizou uma auditoria no Hemocentro Coordenador, com sede em Florianópolis, recomendando que a instituição mantenha o programa de Acreditação da Associação Americana de Bancos de Sangue (AABB).

A acreditação AABB é um grande diferencial e importante reconhecimento externo de qualidade. Santa Catarina está entre os melhores serviços de hemoterapia do Brasil e esta certificação é uma confirmação do compromisso do Hemosc em fazer sempre melhor!
AABB é uma renomada instituição americana que, desde 1957, desenvolve padrões de qualidade em hemoterapia voltados para a segurança de doadores e pacientes. O programa desenvolvido em conjunto entre a ABHH/AABB caracteriza-se por incorporar os mesmos procedimentos e fluxos de acreditação de qualidade adotados pela AABB em todo o mundo, representando significativo avanço para a qualidade da hemoterapia nacional.
Em 2012, quando o hematologista Guilherme Genovez estava na Coordenação Geral de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde (CGSH/MS), foi assinado contrato com AABB e ABHH para acreditar serviços brasileiros considerados de excelência. E o HEMOSC fez parte deste projeto com outros quatro serviços no país.
No decorrer destes anos, o Hemosc implantou os requisitos de padronização e assegurou o aperfeiçoamento dos processos, culminando com a terceira avaliação e a respectiva recomendação para acreditação.
As áreas auditadas relacionaram-se ao ciclo do sangue e transfusão ambulatorial. Na reunião de encerramento da auditoria foram ressaltados pelas auditoras os pontos fortes identificados da instituição, cuja ênfase dirigiu-se à transparência com que se posicionaram os setores auditados, os recursos de tecnologia de informações disponíveis no Hemosc e a agilidade e integração laboratorial.
A auditoria também identificou algumas não conformidades relacionadas aos processos de gerenciamento de treinamento, periodicidade dos planos de contingência, qualificação de fornecedores e o gerenciamento dessas próprias não conformidades. Diante disso, foi dado ao Hemosc o prazo de 30 dias para apresentar as respectivas ações de melhorias.