icone facebookTwitterInstagram

Durante a época de férias no verão, os pequenos aproveitam o calor para se refrescarem com banhos de mar, piscina, banheira, mangueira e cascatas. Com o aumento da exposição à água, as orelhas ficam úmidas e podem acumular resíduos. Em alguns locais com água não tratada, pode ocorrer a presença de bactérias ou fungos, que penetram nas orelhas das crianças causando infecções externas, as chamadas otites de verão! 

As melhores formas de prevenir essas otites é sempre secar bem as orelhas após cada banho, com a toalha de banho ou lenço de papel, para evitar a permanência de água. Se apesar disso a criança reclamar de barulho de líquido ou diminuição da audição pela água que sobrou, podemos tentar remover da seguinte forma:

1. Com secador de cabelos: colocando aproximadamente 30 a 40 centímetros da orelha (no ar morno);

2. Pingar 2 a 3 gotas de álcool 92%, e aguardar dois minutos com a cabeça inclinada para o contato do álcool na orelha. Retirar o excesso e secar com toalha de algodão ou lenço de papel.

Importante:
A presença de cerúmen é importante na proteção local, por isso não deve-se usar objetos para retirada desta barreira natural.

Recomendamos o uso de tampões externos, feitos de silicone, para os que gostam de esportes aquáticos, com maior exposição à água do mar e piscina. São de material moldável, que permite adaptar ao tamanho de cada orelha. Existem os tampões feitos de material mais resistente, feitos especialmente para os pequenos, com melhor fechamento da orelha externa e proteção de infecções recorrentes.

Com estes cuidados básicos, o verão será muito mais divertido!!
Lembre-se que prevenir é sempre o melhor método.