icone facebookTwitterInstagram

O Hospital Dom Joaquim, de Sombrio, no Sul do Estado, recebeu autorização da Secretaria de Estado da Saúde (SES), para a realização de mais 150 cirurgias de varizes e 280 exames de ultrassom para pacientes do SUS que aguardam por esses procedimentos.

Em Setembro, o secretário de Estado da Saúde, Acélio Casagrande, esteve no hospital quando assinou a renovação do contrato que amplia de 2,3 mil para 5,5 mil por mês os atendimentos de urgência e emergência, incluindo consultas, exames laboratoriais, Raios X, ultrassom e eletrocardiograma. Com isso, a instituição ampliou de 530 para 700 os exames de Raios X e de 132 para 183 o número de nternações mensais. Desde Agosto, o hospital passou a realizar 260 cirurgias eletivas mensais (geral, vascular, ortopédica e urológica).

“O Instituto Maria Schmitt, que administra o Dom Joaquim, tem a meta de elevar a taxa de ocupação para 70%. Isto vem ao encontro da política de Regionalização da Saúde preconizada pelo Governo do estado, que inclui fortalecer os hospitais de menor porte para que eles ofereçam mais procedimentos de diferentes especialidades médicas”, comenta Casagrande.

Também no Sul do Estado, o Hospital São Sebastião, de Treze de Maio, ampliou para mais 32 cirurgias eletivas e duas cirurgias odontológicas por mês. “Isso leva atendimento mais próximo das pessoas e evita o deslocamento para hospitais de maior porte que devem ficar com os atendimentos de alta complexidade”, complementa  o secretário da Saúde Acélio Casagrande.